Conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Acre visitam Tribunal de Justiça

Terça-feira, 23 de maio de 2017


Os Conselheiros do TCE-AC visitaram os membros da Administração do Tribunal de Justiça Acreano para tratativas que concorram ao intercâmbio institucional. O encontro teve na harmonia entre os tribunais, e no diálogo, a sua maior expressão, consolidada pelo interesse mútuo em se buscar contínuo aprimoramento das agendas de trabalho.

Os desembargadores Denise Bonfim (presidente), Francisco Djalma (vice-presidente) e Waldirene Cordeiro (corregedora geral da Justiça) receberam o presidente do TCE-AC, conselheiro Valmir Ribeiro, e os conselheiros José Augusto, e Naluh Gouveia; além de técnicos e assessores da Instituição. Pelo TJAC, também participou o juiz-auxiliar da Presidência, Lois Arruda. A reunião ocorreu no início da tarde da última sexta-feira (19).

“É uma grande honra recebê-los e, de pronto, já nos colocamos à disposição. Não foi possível antes este encontro, mas estamos aqui, juntos, buscando a total transparência e a qualidade do nosso trabalho”, declarou a desembargadora-presidente Denise Bonfim, ao recepcionar as autoridades. “Sejam muito bem-vindos e contem conosco”, completou.

Para o desembargador Francisco Djalma, o intuito é cumprir “da melhor forma a legislação que está posta”, e que há objetivos em comum, já que o fim das atividades desenvolvidas está voltado para o engrandecimento do País.

A desembargadora Waldirene Cordeiro considerou que “a troca de informações”, e o auxílio em termos de orientação, são fundamentais para se garantir “a legalidade, e melhoria dos serviços à população”.

“Estamos felizes e engradecidos por esta oportunidade de sermos recebidos desta forma tão especial, o que demonstra o carinho dos senhores e o respeito a nossa instituição”, declarou o conselheiro Valmir Ribeiro.

A conselheira Naluh Gouveia, que presidiu o TCE-AC no último biênio, “as instituições precisam sentar e conversar, para amadurecer parcerias que proporcionem maiores resultados, e o fortalecimento mútuo”.

Já o conselheiro José Augusto lembrou o delicado cenário de crise (moral, econômica) que envolve o Brasil, o que exige “uma postura de compromisso com a sociedade por parte das instituições”.

Os conselheiros enfatizaram a intenção em contribuir com a Administração do TJAC, dentro das possibilidades e missão do TCE-AC, que é voltada à orientação na tomada de decisões, definição de objetivos e auxílio na escolha das questões estratégicas, “criando um clima de comprometimento com o trabalho realizado”.

Além disso, o Órgão exerce o controle externo, dentro do Estado, orientando e fiscalizando a gestão pública, e incentivando a sociedade ao exercício do chamado “controle social”.

Fonte: Assessoria de Comunicação/Tribunal de Justiça do Estado do Acre – Publicado em 22.05.2017


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *