Cooperação técnica contabiliza prejuízos da inundação em Brasileia

Quinta-feira, 26 de abril de 2012


O Tribunal de Contas do Estado do Acre, em parceria com a Prefeitura Municipal de Brasileia e a Federação de Indústrias do Estado Acre (FIEAC), realizou no período de 08 a 17 de março deste ano, colaboração técnica aos prédios da Administração Municipal afetados pela enchente do Rio Acre, no último mês de fevereiro.

O objetivo foi estimar o prejuízo nos Órgãos Públicos Municipais atingidos, através do levantamento dos bens móveis que não apresentam mais condições de uso, como também os danos causados na estrutura física dos prédios. Brasileia foi um dos municípios mais atingidos na cheia, onde 95% da área da cidade foram cobertos pelas águas.

O levantamento foi dividido em duas etapas, a primeira visando estimativa de reposição dos bens móveis e equipamentos, e a segunda, os gastos para reforma na estrutura física dos imóveis. De acordo com o relatório da equipe, o fator mais preocupante foi a perda de documentos e bens móveis. O Setor de Cadastro da Prefeitura, por exemplo, apresentava um cenário de perda total por parte dos documentos referentes ao cadastro de IPTU.  

Outros prédios que tiveram grandes prejuízos foram a Secretaria Municipal de Administração, a Biblioteca Municipal do Campus da UFAC e a Unidade de Saúde Móvel. No entanto, a maioria não teve danos físicos relevantes, sendo necessária apenas reparação na estrutura externa.

Contabilizados os prejuízos, a equipe chegou ao montante a ser investido de R$ 1.413.198,95, valor que causará um impacto de 42% na Receita Capital do Município para reestruturação da cidade. Cabe ressaltar que a Receita Capital destina-se justamente ao investimento de melhorias na prefeitura para prestação de serviços à população.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *